segunda-feira, 30 de junho de 2008

podecrer!

Um grupo de amigos está no ano de formatura do colégio, tendo que lidar com a expectativa pelo vestibular e o futuro de suas vidas. Dirigido por Arthur Fontes (Surf Adventures) e com Maria Flor, Fernanda Paes Leme, Sílvio Guindane, Malu Mader, José de Abreu, Stepan Nercessian, Patricya Travassos e Lulu Santos no elenco.


é uma super malhação... mas é malhação produzida pela conspiração filmes e pela sony pictures.

e com uma trilha sonora ducaralho, principalmente pra quem curte música brasileira.

mas não deixa de ser malhação...

aluga aí.


no sábado

o que será que sai do encontro de cinco mulheres querendo dominar o mundo?
cinco criaturas que pensam em ganhar dinheiro transformando o planeta num lugar melhor?
cinco figuras que ainda não conseguiram nem definir direito o ponto de partida?
sabe-se lá!
não sabemos porque das cinco restaram três...
três que se entupiram de refri, assistiram um filmeco, riram à beça e nem lembraram que o motivo do encontro era outro...
marcaremos outro.

na sexta

a sexta poderia ter sido menos-cama e mais-agito.
mas eu corri tanto o dia todo que me dei o direito de ficar esparramada na cama assistindo TV e pensando no nada. foi bacana.

conversas furtadas

pessoas!
fomos parar no conversas furtadas, é mole?
dá uma olhadinha aí:

http://www.insanus.org/conversas/

agradecimentos especiais a elena soboleff, querida que indicou o site.
aliás... ela leu o post aqui e disse: é a cara do conversas furtadas.

outros agradecimentos ao zezinho gotelipe, baterista candango autor da frase.

mais agradecimentos a kalinka que comprou a super torta mousse de chocolate power ninja deliciosa e deixou a conversa ainda mais agradável e a vossa escrevente mais gorda.

sexta-feira, 27 de junho de 2008

viva a paisagem

hoje eu quase não tive tempo de passar por aqui.
mas me deu saudade então vim correndo no final do dia.
seguinte... teve análise ontem à tarde e hoje de manhã.
e vai rolar 4x por semana, meu deos!
curti. tô com uma expectativa bacana, nem mais, nem menos, apenas na medida certa.
além do estratagema freud-erika (a analista) teve também estratagema banco na hora do almoço, passagens, aluguel de carro, compra de carro, escolas, professores, padaria, câmera, ajudante, enfim... ufa! hoje teve muita coisa aqui na produtora. e eu estou curtindo cada dia mais.
amanhã tem mulherada lá em casa logo depois do almoço.
reunião de negócios cás-amiga.
vamos ver o que vai dar.
hoje eu corri um monte mesmo. mas segui os conselhos de um sábio amigo: corre, mas não esquece de olhar a paisagem!

quinta-feira, 26 de junho de 2008

senhoritas, vai um café?


eu fui de chá mesmo.
uma bela e prazerosa chícara de chá de erva cidreira.
quentinha numa noite fria no cerrado.
ontem dei um abraço de parabéns na nat e conheci um lugarzinho dos deuses:
senhoritas café - 408 norte - perto do Big Box.
decoração anos 20. cardápio recheado de coisinhas de vovó.
e a melhor descoberta: na quarta tem jazz... delícia.
beijo sabor rosquinhas de nata.

perdão

eu perdôo seu descaso na reta final.
eu perdôo sua falta de preocupação comigo.
eu perdôo seu humor indelicado.
perdôo até suas traições, as pequenas e as enormes.
perdôo sua falta de sono de madrugada e sua mente altamente criativa.
perdôo tudo que foi e o que não virá nunca mais.
mas tem uma coisa que eu nunca vou perdoar: vc tirou o meu sossego pra ouvir Chico.
E isso não tem perdão.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

saudades do que não foi

tem uma música que ficou tocando na minha cabeça hoje.
manja aquelas que grudam?
o refrãozinho fica martelando durante horas e horas.
uma música que consegue, como mágica, descrever aquele dia na rodoferroviária.

"...No dia em que ocê foi embora eu fiquei
sentindo saudades do que não foi
Lembrando até do que eu não vivi
pensando em nós dois"

seu eu gostasse de Sula Miranda isso não estaria acontecendo agora.
Lenine, seu puto!

terça-feira, 24 de junho de 2008

as amiga (sem plural mesmo)

eu tô precisando urgentemente de sair cás-amiga de novo.
porra!

que se danem os nós

no rádio a música toca ao longe.
tão longe e tão perto.
quem me dera agora eu tivesse a viola pra cantar...
imediatamente me dá um misto de dor de barriga com nó nas tripas. sacou?
quem me dera agora eu tivesse a viola pra cantar...
vem um nó atrás do outro: na garganta, nas tripas, no peito, no coração.
eu pego o telefone, olho o número, penso em ligar e concluo rapidamente: nem fodendo!
e continuo seguindo: quem me dera agora eu tivesse a viola pra cantar.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

nem doeu

saudade é um troço que as vezes aperta o peito...
e não há estratagema que resolva.
aí a gente dorme no sábado a tarde.
passa o final de semana em cia de uma amizade novinha em folha.
vai num churrasco de família e bota a prosa em dia.
vai ao cinema e assiste o filme mais água com açucar da face da terra.
come pipoca de balde.
dá risada até doer as bochechas e volta pra casa.
volta cansada. aquele cansaço gostoso de quem teve um bom final de semana.
e daí quase não lembra que tá com saudade. e dói bem menos.

domingo, 22 de junho de 2008

cerebelo

na sexta tive um breve encontro com o frodo(*).
foi bem rápido, demos apenas uma bicotinha.
ai, ai...
tudo graças a marcinha, eu nem iria falar com ele... mas ela chamou... e eu não tive como resistir.
depois ficamos horas conversando sobre nossa vontade de mudar o mundo: eu, juanete, polli, kalinka e marcinha. fui dormir tarde com o cerebelo ardendo.


(*) frodo - chocolate quente, ultra mega power ninja cremoso, delicioso, vendido no Balaio Café, meu mais novo companheiro.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

quero ser uma couve-flor

Um dia, a rosa encontrou a couve-flor e disse:
- Que petulância te chamarem de Flor!
Veja sua pele: é áspera e rude, enquanto a minha é lisa e sedosa.
Veja seu cheiro: é desagradável e repulsivo, enquanto o meu perfume
é sensual e envolvente...
Veja seu corpo: é grosseiro e feio, enquanto o meu é delicado e elegante.
Eu, sim, sou uma flor!
E a couve-flor respondeu:
-HELLOOOOOU, QUERIDAAAA!!! ACORDAAAAAAA!!!
De quê adianta ser tão linda, se ninguém te come ??? Hã?

auto-estima é tudo nessa vida minha gente.
essa foi só pra alegrar seu finalzinho da manhã.
no final da tarde tem mais.

terça-feira, 17 de junho de 2008

poesia-me


minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.
disse Clarice Lispector.

eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura.
disse Fernando Pessoa.

Chegar ao centro, sem partir-se em mil fragmentos pelo caminho. Completo, total. Sem deixar pedaço algum para trás.
disse Caio Fernando Abreu.

o que seria de mim sem a internet?
disse isabela. e desligou o monitor.

tô precisando desesperadamente de uma tarde de poesia.

segunda-feira, 16 de junho de 2008

artes plásticas, me gusta?






no sábado tbm teve passeio, ô se teve.
almoçamos no natureto, bom demais, e depois seguimos rumo ao ccbb.
a exposição fala, de nuno ramos foi nosso estratagema da tarde de sábado.
marinheira de primeira viagem nesse mundinho de artistas plásticos vamos lá:
who nuno ramos?
artista plástico, formado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP), e iniciou a carreira nos anos 80, com o grupo denominado Casa Sete, que reunia artistas influenciados pelo neo-expressionismo alemão de Anselm Kiefer, Georg Baselitz e Markus Lüpertz.
o que vi foram alguns recados sobre a morte. não diria recados mas questionamentos e algumas afirmações.
a banalização da morte, a força da morte na vida das pessoas hoje. eu não olho pra morte alheia, pras catástrofes, mas não venha falar da minha morte que eu não permito.


Bandeira Branca - Instalação que mistura literatura com artes plásticas na qual o artista representa a morte e a renovação da vida;
Soap Opera - Escultura de sabão, cachorros empalhados-congelados e textos recitados/cantados por cantores de ópera;
Monólogo para um Cachorro Morto - instalação composta por cinco pares de lápides de mármore, um de frente para o outro com um texto incrustado na pedra, com sua leitura dificultada

enfim, pensamos um pouco, rimos outro tanto, tiramos fotos.
quem estiver em brasília vale a pena conferir. bom programa pro findi.

domingão gordo de afago


Almocei cás-amiga aqui em casa, eu mesma cozinhei, foi bacana. Primeiro afago.
Depois fomos pro Armazém do Mineiro, encontrar otras-amiga que eu não via há tempos. Segundo afago.
E pra encerrar a noite com chave de ouro eu e Nat fomos ao Teatro Nacional assistir David Parson Company, adoramos! Homenagem ao Milton Nascimento.
Trilha perfeita, figurino inesperado e performances de emocionar.
O que é possível fazer com o corpo, não é minha gente?
Teve visita da Super-Dani by Rio de Janeiro.
Ela come pizza com mussstarda e catchup mas a gente perdoa porque ela é legal. E quando ela for pra SP comigo será proibida de praticar tal ato, aqui em Brasília pode. Em São Paulo não pode.
Delícia de domingo.

trazendo pessoas

esse final de semana foi carregado de estratagemas.
e foi ótimo!
o vídeo aí embaixo foi postado bem atrasado, é do outro final de semana, que tbm teve amigas lindas que tornaram meu sábado mais colorido e risonho.
da esquerda pra direita temos Joana (Juanita ou Joanete, como queiram) amiga trazida pela Dani que foi trazida pela Dé. Grande Joana!
A próxima, depois de mim, é Natália. Outra graça trazida pela Dani. Mas ao contrário de Joana que veio do Rio e trabalha no Iphan, a Nat é mineirinha e vive pelo Sarah, é enfermeira.
E por último temos Polli. A fofa fotógrafa que fez cinema no Goiás. Essa foi trazida pela Nat.
É isso.
Novo estratagema: trazer alguém.
video

quinta-feira, 12 de junho de 2008

dia dos amô

em uma homenagem bem tosca ao dia dos namorados que estava por vir, isso aconteceu ontem a noite, aluguei um filminho e fui me recolher.


se foi água com açúcar? escorria mel da minha televisão...


"p.s. eu te amo"


razo, melado, previsível.


mas eu amei. e chorei. um monte.


ai...


e antes de dormir precisei lembrar que a vida imita a arte e não o contrário!


mais arte para a minha vida agora que eu tô mandando! ouviu vida?


e para as amigas babonas, babem mesmo, tenham 15 anos ao menos um dia...


jeffrey dean morgan pra vcs!



p.s.: o título do post de hoje foi copiado de uma amiga querida... beijo Dé.

terça-feira, 10 de junho de 2008

Tesouro perdido de nós, distante do bem e do mal, filhos do Pantanal!

i love s.s.!
tive um acesso ontem!
o sbt comprou a novela pantanal da extinta manchete.
e tá exibindo de novo!
hilariante. esse silvio é tudo na vida da gente.
vamos lá, cantem comigoooo!

Levando a água da vida,
do fundo da terra, ao coração do Brasil!
Gente que entende e fala a língua das plantas dos bichos.
Gente que sabe o caminho das águas, das terras do céu.
Velho mistério guardado no seio das matas sem fim,
Tesouro perdido de nós, distante do bem e do mal, filhos do Pantanal!
uhu!

sem parque

domingo não foi no parque, foi em casa mesmo.
de casa pra locadora e de locadora pra casa.
dessa vez foi Transamerica, de Duncan Tucker.
uma transexual prestes a se tornar uma mulher descobre que um jovem preso em Nova York provavelmente é seu filho. Ela vai soltá-lo e, sem contar a verdade, o convence a ir com ela para Los Angeles. Recebeu 2 indicações ao Oscar.
assiste lá e depois me diz o que achou, hoje eu tô com preguiça.
ah! e teve snoopy tbm... delícia.
preguiça mental... o dia foi puxado!
tô saindo da produtora agora em ritmo de estratagema amigas e pizza, bem recheada de conversa fiada, em plena terça-feira.
bora.

segunda-feira, 9 de junho de 2008

sábado de festerê

eu sempre adorei festa junina.
o padre é comédia, a noiva é feia, o noivo desajeitado.
a galera dança um monte, cai de boca no quentão, no vinho quente e curte o friozinho de um jeito bem brasileiro.
mas o que existe de mais delicioso em uma festa junina?
a pamonha, o cural, o bolo de milho, o próprio milho... o pé de moleque.
eu fui numa festa junina sábado.
sabem o que eu comi?
uma tapioca e um crepe.
mas tinha churrasquinho e yakissoba tbm... eu que não quis.
e a banda tocava calipso.
chata eu né?

sexta feira de blueberry

cineacademia foi uma ótima pedida.
a companhia da marcinha é ótima e escolhemos o mesmo filme sem pestanejar muito: my blueberry nigths que tiveram a estupidez de traduzir como um beijo roubado. ok.
sexta-feira de frio.
capuccino descafeinado, pipoca, amiga querida e um cara interessantíssimo sozinho bebericando seu café e lendo jornal... humm. solteiro. sozinho. será?
que nada! a namorada chegou quando o filme já havia começado.
devia ter apostado!
my blueberry nigths parece denso no começo, é delicado no meio e água com açúcar no fim.
mas é a água com açúcar menos melada que degluti nos últimos tempos, vale à pena pela fotografia, pelo colorido e refletido exagerado de luzes, pela trilha sonora, pelos belos olhos de jude law (sempre!) e pela elegância de Rachel Weisz, que é linda demais. Não espere absolutamente nada de Norah Jones, como atriz continua sendo uma excelente cantora.
o filme não tem nada de profundo, mas eu curti o clima do café de jeremy, deu vontade de ter um na esquina de casa.
o filme só não ficou melhor porque era uma torta de blueberry... podia ser aquela de rosela do sítio bahia na demétria... eu ia gostar muito mais!

cineacademia quase sempre é uma ótima pedida.


quinta-feira, 5 de junho de 2008

poemas!

estou começando a curtir poemas... nunca fui muito fã de poesia.
mas estou mudando de idéia.
créditos ao amigo Pascucci.
saudades!
.
.
o de baixo é da viviane mosé... assisti ontem no CCBB , excelente!
teve poema, polli e marcinha.
depois teve chocolate quente com a joanita e a barbarela.

viviane mosé

Muitas doenças que as pessoas têm são poemas presos
Abscessos, tumores, nódulos, pedras...
São palavras calcificadas
Poemas sem vazão
Mesmo cravos pretos, espinhas, cabelo encravado
Prisão de ventre poderia um dia ter sido poema
Pessoas às vezes adoecem de gostar de palavra presa
Palavra boa é palavra líquida
Escorrendo em estado de lágrima
Lágrima é dor derretida
Dor endurecida é tumor
Lágrima é alegria derretida
Alegria endurecida é tumor
Lágrima é raiva derretida
Raiva endurecida é tumor
Lágrima é pessoa derretida
Pessoa endurecida é tumor
Tempo endurecido é tumor
Tempo derretido é poema
Palavra suor é melhor do que palavra cravo
Que é melhor do que palavra catarro
Que é melhor do que palavra bílis
Que é melhor do que palavra ferida
Que é melhor do que palavra nódulo
Que nem chega perto da palavra tumores internos
Palavra lágrima é melhor
Palavra é melhor
É melhor poema
Receita para arrancar poemas presos:
Você pode arrancar poemas com pinças, buchas vegetais, óleos medicinais
Com as pontas dos dedos, com as unhas, com banhos de imersão.
Com o pente, com uma agulha, com pomada basilicão.
Alicate de cutículas, massagens e hidratação.
Mas não use bisturi nunca.
Em caso de poemas difíceis use a dança.
A dança é uma forma de amolecer os poemas endurecidos do corpo.
Uma forma de soltá-los das dobras dos dedos dos pés.
Das vértebras, dos punhos, das axilas, do quadril.

Viviane Mosé

terça-feira, 3 de junho de 2008

donde estás corazon?!

Rico ou bonito?
Uma pesquisa revelou que as mulheres agora não estão só preocupadas em arranjarem homens ricos.
Agora, que elas trabalham fora e têm seu próprio dinheiro, elas estão priorizando a beleza.
Entre um rico e um bonito, elas estão preferindo o bonito.
Onde esses cientistas estão pesquisando?! Porque entre as mulheres que conhecemos, mulher nenhuma ficou interessada num homem porque ele era rico. Nós contentamos com um que tenha crédito no celular pra responder nossas ligaçøes. E quanto a beleza...como dizia Susana Flag (a versão mulher de Nelson Rodrigues), "mulher não liga pra beleza não".
Lógico que um bonitinho sempre chama atenção. Se ele se vestir bem, melhor ainda. Mas se o bonitinho for um metido, não vamos nem olhar pra ele. Se for burro também. Mesmo que seja um milionário.
Aliás, não frequentamos ambientes com bonitos, ricos, metidos e burros. Por isso, sempre vamos preferir aquele cara mais ou menos, nem feio nem bonito, nem rico nem pobre, mas que tem o maior charme.

totalmente ctrl C + ctrl v do blog 02neurônio, o qual sou fanzoca (pode clicar no link ao lado em "favoritos preferidos" e dar uma olhadinha nas maravilhas que essa mulherada escreve).

Mas o que acontece é o seguinte... donde estás o cara mais ou menos, nem feio, nem bonito, nem rico, nem pobre?!?
Meninas... sumiram todos eles!
Detalhe: texto publicado no 02neurônio em abril de 2006. Vai ver que foi isso.

segunda-feira, 2 de junho de 2008

finais de semana

os finais de semana estão começando, gradativamente, a ficar com cara de finais de semana de verdade de novo.
teve joana, filet, polli, cinema, natália, fotografia, marcia, vapt-vupt, locadora, juliana, pizza, feijão e bebê.
e tbm não teve rafael, kalinka, e zezinho porque esses nunca aparecem mesmo.
foi bom demais da conta.
teve até um showzinho no Lago Norte.