sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

éramos mais de seis

no início eu era sozinha.
dali a pouco éramos dois irmãos dividindo um pequeno espaço.
e eis que em uma noite quase fria de janeiro, um novo amigo apareceu pro convite especial.
num instante viramos vários.
era um, era dois, era cem...
era um forno de pizza.
era clarinete, cavaquinho, flauta transversal, pandeiro e violão.
noite enluarada, amizades novinhas em folha, poesias e palavras ao vento.
era chorinho e vinho do bom.
e era quase cinema.
era a vida batendo na minha janela e dizendo: ei! estou aqui!

6 comentários:

Dedinhos Nervosos disse...

E que seja muito bem-vinda!
:o)

cintrarenata disse...

Delícia de texto!

ANNA disse...

que delícia!!!

T.A.P.A.S disse...

eram pra ser 7, mas como não fui convidada......snifff

Patrícia Del Rey disse...

Era só, o forno de pizza.
Era só, a poeta carente.
Que em quinta feira cinzenta,
trouxe amigos de ingrediente.
Mais tarde veio a música.
Os poemas, os novos encontros.
E de repente, a solidão antiga,
virou alegria crescente.

Obrigada por aparecer

beijinhos

Elena sem H disse...

que delícia!
QUe venha a VIDA!!!