segunda-feira, 22 de junho de 2009

depressa, ação!

hoje eu permaneci deitada.
o dia todo. embaixo dos cobertores.
revezando a vontade de ir ao banheiro com a de beber um copo dágua.
abria os olhos as vezes, outras deixava fechado mesmo. abrir pra que?
e os pensamentos começaram a perder força.
eu já não conseguia mais pensar direito.
sonhei por alguns momentos, tive pesadelos em outros, e o nada era mais frequente.
senti frio, fome, medo, muito medo, e pouca ou quase nenhuma vontade de me mexer.
queria saber quando foi que isso começou, esse travamento, esses quatro pneus arriados que não me deixam sair do lugar. mas passou. vai passar.
amanhã vou levantar freneticamente e alguém vai ter que me desligar.
ou eu não me chamo luiza.
quem sabe?

3 comentários:

Renatinha disse...

Isabela,
Que chato... Passei por um longo período destes e que o pior, eu levantava da cama aos prantos só de pensar que teria que trabalhar, no caminho sentia vontade de morrer, depois, no final do dia, voltava pra casa e deitava no sofá e nunca mais saia, até o dia seguinte nascer e o sofrimento voltar... Cuida disso, no meu caso a solução foi simples. Pedi demissão! Mas cuidado que tudo pode se complicar.
beijos e boas energias
Re

Dedinhos Nervosos disse...

Isabela, fiquei assim 1 tempinho atrás e me deixei ficar triste, sem fazer força para melhorar. Aos poucos foi passando. Às vezes "ela" ainda me pega pelo braço, mas já consigo espantá-la com mais facilidade. Forçaí! Beijos!

MakNamara disse...

dá um chute nessa bodação ae, porra! depressão é doença de rico!