domingo, 2 de novembro de 2008

... não mereço castigo!

essa foi a descoberta do final de semana... bora procurar o CD no submarino pq adorei a força vocal... no especial do Edu Lobo me chamou muita atenção, mas só agora resolvi vasculhar e adorei o que encontrei... curtam: thaís gulin. curitibana.

Tenho no peito tanto medo,
É cedo
Minha mocidade arde,
É tarde
Se tens bom-senso ou juízo,
Eu piso
Se a sensatez você prefere,
Me fere
Vem aplacar esta loucura,
Ou cura
Faz deste momento terno,
Eterno
Quando o destino for tristonho,
Um sonho
Quando a sorte for madrasta,
Afasta
Não, não é isto que eu sinto,
Eu minto
Acende essa loucura
Sem cura
Me arrebata com um gesto
Do resto
Não fale, amor, não argumente
Mente
Seja do peito que me dói,
Herói
Se o seu olhar você me nega
Me cega
Deixa que eu aja como louco,
Que é pouco
No mais horroroso castigo,
Te sigo

3 comentários:

Elena sem H disse...

Isa

deixei um presentinho para você no blog. Pensei em deixar para o Tau!? também, mas se bem conheço a peça, vai achar ridículo e se irritar comigo...
;-)

. Juliana . disse...

quando volto a frequentar o blog mais badalocharmecult do cerrado... o trem empaca!

assim não pode, assim não dá...

isaBela araújo silvA disse...

elena,
não chei o tal presentinho... fuçei tudo no teu blog... acho que estou precisando de férias... será?

prima,
pois é... empacada é vc que some! desgranhenta!